Soft Skills: você sabe quais são as mais valorizadas pelas empresas?

Definindo soft skills

As soft skills podem ser definidas como as habilidades que cada pessoa tem intrinsecamente. Não estamos falando de conhecimentos técnicos, mas das capacidades comportamentais de cada um. Isso significa que ter um bom relacionamento interpessoal e saber como gerir o tempo são exemplos de soft skills.

Descobrindo a importância das soft skills

Por mais que um colaborador tenha uma função técnica, as habilidades comportamentais farão grande diferença no seu desempenho. Todo trabalhador precisa ter interações com outras pessoas, seja dentro do escritório, seja lidando com clientes (…). Dessa forma, ter soft skills desenvolvidas permite que as pessoas consigam ter mais controle sobre suas emoções, além de saberem tirar o máximo proveito daquilo que elas dominam.

Conhecendo as soft skills mais procuradas pelas empresas

1. Controle das emoções

De nada adianta ser um especialista se a pessoa não conseguir controlar as diferentes emoções que a afetam diariamente. Por isso, as empresas têm buscado profissionais que sejam autocentrados e consigam ter calma e energia quando isso for necessário.

2. Pensamento criativo

Na hora de resolver problemas, é válido ter criatividade para conseguir enxergar diferentes saídas. Quando uma pessoa consegue ter essa visão criativa, é mais fácil desenvolver soluções para qualquer problema que aparecer.

*Para que se tenha essa capacidade criativa, diferentes fontes de conhecimento precisam ser alcançadas, como pesquisa, aprender algo constantemente, estar informado sobre diferentes assuntos, capacidades técnicas, experiências passadas e capacidade de abstração podem se tornar combustíveis a criatividade. De toda forma, é um processo individual e deve ser “alimentado”, cada um do jeito que melhor der resultados.

3. Colaboração

Assim como saber controlar as emoções, trabalhar bem em equipe se torna uma soft skill importante na hora de extrair bons resultados. A pessoa que se dá bem com seus colegas consegue resolver situações estressantes, criando um ambiente de confiança e apoio mútuo.

Todos apreciamos estar em um ambiente onde as pessoas colaboram entre si, apoiam uns aos outros. Este tipo de comportamento não é apenas bom para você profissionalmente, mas é também importante em sua vida social.

4. Comunicação eficiente

Saber comunicar faz muita diferença no ambiente corporativo. A cada interação, é necessário saber como colocar suas dúvidas e pensamentos diante do seu interlocutor, de forma que ele entenda o que você quer dizer.

Uma boa comunicação garante que ambas as partes se entendam e que aquilo que é esperado seja realizado da maneira como foi pensado. Por isso, as empresas têm buscado bons comunicadores na hora de atrair e manter novos talentos.

5. Atenção para ouvir

Assim como é importante saber como comunicar, ouvir os outros acaba se tornando uma habilidade procurada por gestores e recrutadores. A pessoa que sabe ouvir acaba funcionando como um aliviador de tensões. Os problemas de comunicação começam, muitas vezes, por não ouvir da maneira correta aquilo que foi explicado.

6. Gerenciamento do tempo

Não só na vida profissional, mas também nos compromissos pessoais, a gestão do tempo se torna uma soft skill procurada por todos. Quando o tempo é bem trabalhado, é possível fazer mais e gerar mais valor com a mesma quantidade de tempo.(…)

7. Positividade

Sabe aquela pessoa que sempre consegue enxergar uma oportunidade? Pois isso é uma soft skill também! Às vezes, é difícil acreditar em um projeto ou meta, mas pessoas positivas tendem a encontrar resoluções de problemas com sua força de vontade.

(…)Pessoas positivas são aquelas que conseguem inspirar os outros e mantê-los nos trilhos, mesmo que um resultado não possa ser visto no curto prazo.

8. Habilidade para ser multitasking

Sabe o seu smartphone, que consegue rodar vários aplicativos ao mesmo tempo, sem que isso afete a experiência de uso? A pessoa consegue se envolver em diferentes projetos e cuidar de todas as suas obrigações sem que isso impacte na qualidade delas.

*Bom, aqui temos de fazer uma observação. Embora seja considerada uma soft skill importante por alguns especialistas em gerenciamento de pessoas, há uma questão. Não é possível, como as máquinas, ou o smartphone, fazer varias tarefas ao mesmo tempo sem impactar a qualidade das atividades. O que existe é a rápida alternância entre as tarefas. São consideradas pessoas com habilidade de multitasking, quem consegue rapidamente interromper e retornar a várias tarefas que são desenvolvidas em conjunto.  Há estudos médicos que comprovam a afirmação,  e o quanto isto é prejudicial ao cérebro, conforme publicação do Dr. Rafael Ramalho – Médico Psiquiatra (https://drrafaelramalho.com.br/curiosidade/multitasking/)

Um estudo da Universidade de Sussex (Reino Unido) comparou a estrutura cerebral dos participantes com a quantidade de tempo gasto em dispositivos de mídia, como mensagens de texto ou assistindo TV. Os exames de ressonância magnética dos participantes mostraram que aquelas pessoas que realizavam multitarefas tinham menos densidade cerebral no córtex cingulado anterior. Esta é a região do cérebro responsável pela empatia e controle emocional. A implicação de suas descobertas é que a multitarefa, especialmente envolvendo o uso de dispositivos de mídia, pode alterar permanentemente a estrutura do cérebro após um longo período de uso.

Então, além de não nos trazer benefícios em nossa produtividade, a realização de múltiplas tarefas, aumenta nossos erros, reduz nossa atenção, prejudica nosso aprendizado e memorização, reduz o nosso coeficiente intelectual e nos causa lesão no córtex cintilado anterior.

*E aí vem a pergunta. E como ser eficiente em várias tarefas? Com a capacidade planejamento. Essa, na minha opinião, é a soft skill mais necessária. Planejando você se estressa menos e controla melhor suas emoções. Enquanto planeja, vai prever dificuldades, e isto o fará pesquisar possíveis soluções, alimentando sua criatividade. Ao planejar é preciso ser claro, especialmente ao descrever as tarefas, sendo objetivo sobre as etapas e a colaboração de outros. Para comunicar aos participantes o que se espera de cada um ou o que será realizado, prazos etc, é necessária a capacidade de comunicação, que envolve obviamente ouvir seus parceiros de projeto e ser claro nas instruções e feedback. Você efetivamente gerencia seu tempo, prevendo as etapas do projeto. E apenas pelo fato de ver que uma tarefa pode ser executada de forma clara, já nos dá aquela sensação boa de acreditar que vai dar certo. Ou seja, na minha opinião, invista em aprender a planejar. Pois o restante será consequência de um cérebro organizado que consegue usar o planejamento para construir ações efetivas.

9. Capacidade de planejamento

Se o profissional consegue ser um bom planejador, isso com certeza trará frutos para ele! Planejar da maneira correta é o que fará com que os prazos sejam respeitados, o retrabalho seja evitado e o tempo seja ganho.

Mesmo que aconteçam imprevistos, o projeto será concluído, já que o planejador coloca isso em conta na hora de pensar em cada prazo.

Como você pôde ver, as soft skills são um meio de otimizar a forma como as pessoas e as empresas atuam e devem ser levadas em conta no momento da gestão!

 

 

*Nota Marcia Borlenghi

fontes do conteúdo:

Soft Skills: você sabe quais são as mais valorizadas pelas empresas?


https://drrafaelramalho.com.br/curiosidade/multitasking/

 

Projeto RH GOLIN

Amanda S.C. Fernandes – Gerência RH
Luciana Germano – Conteúdo Institucional
Márcia Borlenghi – Design, revisão e curadoria conteúdo cultural

Posts Relacionados

Nenhum resultado encontrado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu