Grade de Construção com área de exclusão Golin
Grade de Construção com área de exclusão Golin

A marca de uma empresa é parte integrante do capital intelectual

A marca de uma empresa é parte integrante do seu capital intelectual.

“Um programa de identidade corporativa
é essencialmente um ‘sistema’ – um sistema
cuidadosamente projetado de todos os
elementos visuais que servem como ponto de
contato com os diversos públicos”.

Diefenbach

Definições

definicao01Para que fique clara a nomenclatura empregada neste manual, será utilizada a indicação de STRUNCK1 que diz que “marca é um nome”. Assim como a assinatura da empresa é constituída por logotipo e símbolo conforme exemplificado abaixo.

 

 

Identidade Corporativa

Símbolos têm um problema inerente. Necessitam de tempo para que estabeleça a associação do símbolo com a empresa. Eles são, por definição, abstratos. Precisam ser apresentados, explicados e associados fortemente junto ao logo inicialmente para proporcionar a associação “automática” posteriormente. Símbolos quase sempre devem ser usados em conjunto com o logotipo até o reconhecimento imediato. Uma vez que o reconhecimento acontece, o logotipo pode ser dispensado de diversas aplicações, pois o símbolo pode representar a empresa perfeitamente sozinho.
(…)
Algumas empresas optam por uma única inicial, ou um grupo de iniciais que podem ou não formar um acrônimo, Nestes casos, a morfologia das letra deve ser cuidadosamente escolhida e aplicada. Usualmente, as iniciais também serão usadas junto ao logotipo com o nome completo da organização (Tornando-se com o tempo um símbolo, por exemplo: o  símbolo do Carrefour é a letra “C”)*.
(…)

Paleta de Cores Corporativa

Outra associação significativa para a identidade visual é a cor ou paleta de cores selecionadas para representar a organização. Iniciando com a cor usada no símbolo e logotipo, desenvolvendo-se um conjunto ou paleta de cores que podem ser usadas para diferentes propósitos.
Como código de setores dentro de uma organização, representados por cores: papelaria do escritório central com utilizaria o juntamente com uma listra de azul escuro no cabeçalho; o departamento de pesquisa o símbolo com uma faixa no rodapé em verde escuro; marketing usaria marrom; a fábrica um laranja queimado (ou escuro). Em publicações como Relatórios Anuais, poderiam utilizar a mesma paleta para identificar as sessões, ou mesmo identificação por código de cores as em gráficos e organogramas. (…)
Há cores que são consideradas confiáveis, cores que atraem a atenção, cores que os funcionários vestiram e cores que não … Talvez o desiner precise criar uma variação da cor impressa , uma paleta para quando se projetar uniformes, pois algumas cores não se adequam bem ao vestuário. É por isso que muitas vezes as cores corporativas são relegada a gravatas, camisetas, bolsas, bonés, crachás e cahecóis, em vez de ternos, camisas, saias e jaquetas.

Atitude

Uma organização que apresenta uma atitude consistente ao mercado, está bem estabelecida no caminho da imagem corporativa efetiva. Se a atitude é correta uma maior diversidade dentro da identidade pode ser apresentada (Nike, por exemplo)*. Há grandes possibilidades de flexibilidade com:
  • Atitude
  • Paleta de cores
  • Padrão de aplicação de símbolos e logotipo.

*Nota do tradutor
The Design Manual – David Whitbread
Tradução por Márcia Borlenghi

Projeto RH GOLIN

Amanda S.C. Fernandes – Gerência RH
Luciana Germano – Conteúdo Institucional
Márcia Borlenghi – Design, revisão e curadoria conteúdo cultural

, , , ,

Posts Relacionados

Menu